O que aconteceu com o filme de “The Last of Us”?


Sam Raimi tenta explicar o que impede do projeto do filme seguir

 

Dos novos projetos de filmes baseados em games, “The Last of Us” era um dos mais celebrados, pela história e pela fama do jogo. Mas o projeto, como diria o pai do diretor, está de rosca  enfrenta problemas seguidos de problemas para prosseguir vivo.

Depois de mais de um ano email com roteiro na mão, o diretor Neil Druckman disse em entrevista à IGN que tudo estava parado. Os fãs não entenderam muita coisa. Agora, passado mais um tempo, o produtor Sam Raimi (diretor da trilogia original “Homem-Aranha”) se pronunciou a respeito:

samraimi“Quando fomos até Neil com a Ghost House Pictures. Esperávamos ter os direitos como fazemos com qualquer projeto e então vendê-lo, mas não controlamos os direitos. Com isso fomos até a Sony – com quem tenho uma boa relação – mas eles tem seus próprios planos para o projeto e os planos de Neil – não estou sendo político – não são os mesmos. Como minha empresa não tem os direitos, eu não posso ajudá-lo muito agora. Sou um dos produtores para tocar o filme, mas não sou eu quem decide, e não posso dizer o que a Sony e Neil decidirão. Se continuarem, adoraria ajudá-lo de novo”.

 

Em resumo: Vieram à tona as famosas “diferenças criativas” de Hollywood.

Elllie, de "The Last of Us".  Créditos: ComicVine

Elllie, de “The Last of Us”.
Créditos: ComicVine

 

 Em 2014, foram anunciados três filmes baseados em jogos: “The Last of Us” e “Uncharted”, da Sony, e “Warcraft”, da Blizzard. Somente o último viu a luz até agora, estreando em Junho passado.  As duas produções da Sony sofrem com datas postergadas e adiamentos desde seu anúncio.

Nos consoles, Ellie e Joel percorrem os Estados Unidos atrás dos Fireflies, um grupo de resistentes diante de um país em ambiente pós-apocalíptico, enquanto vivenciam um país infestado por um fungo cordyceps, que espalha pelas cidades criaturas-zumbis, além de vários bandidos e canibais.

 

 

Comente!