Seis recordes de blockbusters contados por pôsters

 

Recorde atrás de recorde, número após número. Os blockbusters que amamos também geram rios de dinheiro para seus produtores – às vezes falham miseravelmente, mas fazem. E uma das coisas mais interessantes é o respeito entre os criadores fazem e que nós amamos.

Com a chegada de “Vingadores: Guerra Infinita”, outro recorde foi quebrado e um usuário do Twitter recuperou alguns pôsteres comemorativos. Entre camaradas, entre estúdios… vale muito o reconhecimento entre eles do qeu são capazes. Alguns casos legais vocês vêem abaixo:

 

 

“Tubarão” para “Star Wars: Uma Nova Esperança” (1977)

Um usuário do Reddit recuperou uma suposta carta de Steven Spielberg para George Lucas à época. Nela, Spielberg diz: “Parabéns à turma da cantina e todas as forças da sua imaginação que fizeram Star Wars tão digno do trono”.

 

 

 

“Star Wars” para “E.T. – O Extraterrestre” (1982)

“E.T.” tomou o 1o lugar como maior bilheteria nos EUA, e George Lucas devolveu a gentileza para o amigo: Contratou o artista Kazo Sano, pagou por uma propaganda de folha inteira na Variety e fez as honras.

 

 

 

“E.T.” para “Star Wars – O Império Contra-Ataca” (1980).

De novo passeando entre camaradas, após os dois filmes serem relançados nos cinemas. “O Império contra-ataca” havia ultrapassado em números ajustados. A troca de passe entre os dois foi tão longe que, quando George Lucas apresentou “Star Wars – A Ameaça Fantasma” (1999), vemos ETzinhos no conhelho galático  Veja .

 

 

 

“O Império Contra-Ataca” para “Titanic” (1998)

George Lucas envolveu James Cameron na brincadeira e parabenizou o colega de profissão quando “Titanic” ultrapassou a bilheteria absoluta em 1998.

 

 

 

“Vingadores” para “Jurassic World” (2015).

Naquele ano, o retorno ao parque dos dinossauros tornou-se a maior bilheteria na doméstica de estréia na história, ultrapassando o que o primeiro “Vingadores” havia conquistado em 2012. E a Marvel Studios deu os parabéns, e mais que isso: Foi o reconhecimento de um estúdio para o outro: A Marvel, como subsidiada na Disney, e a Universal Studios, detentora de ‘Jurassic World’.

 

 

 

“Jurassic World” para “Star Wars – O Despertar da Força” (2015)

Meses depois de assumir o posto, “Jurassic World”  passou a coroa para o sétimo “Star Wars” com maior abertura nos cinemas americanos em todos os tempos.

 

 

 

“Star Wars: O Despertar da Força” para “Vingadores Guerra Infinita”

Finalmente, chegamos à “Vingadores: Guerra Infinita”. E com a abertura estrondosa, a  presidente da Lucasfilm foi quem deu as felicitações à Marvel Studios, hoje ambos debaixo do guarda-chuva Disney.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *