Cinetop TOP’s: 7 filmes de terror ridículos


 

 

Saem tantos filmes de terror por ano, uns bons e outros nem tanto, que às vezes uns escapam dos nossos olhos. Outros porém, são de tão baixo orçamento ou de proposta tão ridícula que o tiro sai pela culatra e ao invés de assustar, nos fazem rir.

Essa lista mostra alguns dos casos mais bizarros de filmes de terror que já vimos por aí. Certamente existem outros, mas vamos aqui ao fino do fino dos filmes de terror ridículos:

 

 

Palhaços assassinos do Espaço (1988)

Mega trabalhado no trash, com roupas de borracha e visual bizarro, “Killer Clowns from the Outer Space” tinha um roteiro tão simples quanto seu título: Uma cidade que presenciava a chegada de alienígenas numa nave que parecia um circo.

O Dennis adorou.

Ataque de tomates (1978)

Que pode ser pior pra um pai tentar convencer seus filhos a comerem legumes que um filme desses? “Attack Killer Tomatoes” passava pelo trash e foi pro cult na mesma insanidade. O filme ficou tão ruim, mas tão ruim, que algumas pessoas consideraram ele bom e rendeu continuações em 1988, 1991 e 1992. O de 1988, inclusive, contava inclusive com um George Clooney (“Ave César”, “Tomorrowland”) em início de carreira.

Pra quem acha que “Batman & Robin” foi a pior coisa que ele fez, aquilo era só o tomate a cereja do bolo.

 

 

Homem de Hidrogênio (1958)

“O mais incrível homem que você não viu!” dizia a chamada do longa japonês de 1958. Dirigido por Ishirô Honda (que fez vários e vários dos filmes de Godzilla), este bizarro filme meio que converte O Homem Invisível de HG Wells para o oriente, e mostra uma criatura líquida, radioativa, que resultava de uma explosão de uma bomba atômica. O nome original do filme é Bijo to ekitai ningen .

Bolha Assassina (1958)

O filme é um clássico, mas convenhamos: O mote é ridículo para o filme de 1958. Refilmado na década de 80 fazendo um pouco mais de medo e mesclando mais com a comédia, “The Blob” mostra uma criatura disforme que absorvia outras formas com um elenco que tinha Steve McQueen (“Sete Homens e um Destino”) no papel principal, e já tem um remake prometido há anos, talvez com Samuel L. Jackson.

 

 

Geladeiras emsagadoras (1991)

Aí você pensa: “Tá, tem uma cena legal em “Réquiem Para Um Sonho” (2000) … Sim, temos. Mas muito antes, em 1991, foi feito um filme muito mais trash: “The Refrigerator”. Nele, um jovem casal se muda para uma casa nova, até eles descobrirem que a geladeira mata pessoas, esmagando-a com sua porta, e depois envia os cadáveres ao inferno…

Mais nojento, impossível.

 

Pneu explosivo (2010)

Imagina um terror maluco. Agora, imagina levar até festivais renoamdos como Cannes e Toronto. O que não dá pra imaginar é como alguém achou isso uma boa idéia.

Em 2010, o diretor Quentin Dupieux criou “Rubber”, um terror onde um pneu era capaz de explodir pessoas com o poder da mente. Sim… um pneu.

 

Biscoito !!! (2010)

Acabou? Não.. o melhor deixamos pro final. Em 2010, a coisa mais bizarra possível foi feita. Uma loja de doces onde um biscoito onde cai sangue vira um BISCOITO ASSASSINO!

Fica pior quando você descobre que no filme tinha um indicado ao Oscar em 1978: Gary Busey, que fez também “Máquina Mortífera”  (1987) e “Caçadores de Emoção” (1991). Parece que o jogo virou nos anos 2000, e ele aceitou entrar no trash (mais um que poderia estar no último podcast).  Já não bastasse tudo, o slogan éra: “O mal nunca foi tão gostoso”

O filme é tão bisonho que acabou rendendo continuações.

 

Comente!