The Nightingale

Sempre que eu assisto um filme e gosto eu corro atrás das outras obras das pessoas envolvidas nesse filme. Um dos meus filmes favoritos dessa década é O Babadook, então é claro que eu não poderia deixar de assistir o filme The Nightingale dirigido e roteirizado por Jennifer Kent

A história se passa em 1825 em uma colônia britânica, e segue uma jovem mulher em busca de vingança por conta de uma brutalidade cometida por oficiais contra sua família. 

Não sei se é necessário, mas vou dizer mesmo assim, se você está esperando ver um filme semelhante a O Babadook não veja The Nightingale. Não só a história, mas todos os elementos presente nesse filme são completamente diferentes do outro filme da diretora, que pra mim demonstra versatilidade e grande competência por parte dela. Agora se você está afim de ver uma boa história, com uma boa narrativa e com ótima atuação, pode ver o filme sem medo, Jennifer Kent consegue te prender e impactar do começo ao fim. 

Se existe uma palavra que possa descrever o filme é “cru”, The Nightingale desde o início mostra uma violência crua e joga na sua cara como as pessoas podem ser cruéis. Por isso o início do filme é bem impactante e com certeza causa um grande desconforto em quem está assistindo. Esse desconforto não é só mérito do roteiro e da direção da Jennifer Kent, mas também da atuação de Aisling Franciosi que consegue trazer toda angústia e dor que permeia a sua personagem. 

Além disso tudo o filme ainda traz discussões sobre discriminação e racismo presente na época, jogando em cima de você as diversas faces da crueldade humana. 

Jennifer Kent conseguiu atingir o seu propósito com o filme, me impactou, me deixou desconfortável e incomodado durante boa parte do filme, só por isso já vale a pena a recomendação. Você já assistiu The Nightingale? Se sim, conta pra gente o que achou do filme.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *