Netflix terá seu próprio cinema nos EUA


A Netflix cansou de brigar com as redes de cinema tradicionais e administrará o Paris Theatre, um icônico cinema em Nova York aberto no pós-guerra. Com isso, a empresa salvará o lugar, que possui 581 cadeiras e é o último cinema de sala-única de Manhattan, que havia encerrado um contrato em Agosto.

Paris Theather em Midtown.

Com isso, a empresa conseguirá exibir seus filmes para além das TVs de casa: Os filmes da plataforma agora possuirão uma sala de cinema pra chamar de sua, além de realizar eventos especiais.

Estratégia, do inglês strategy…

O plano é bem simples: A academia possui algumas regras para indicar um filme ao Oscar: Uma delas é que o candidato tenha sido exibido nos cinemas de Los Angeles por pelo menos sete dias.

Acontece que algumas das grandes redes de cinema foram acusadas de dificultar a exibição dos filmes da Netflix, ou de negar acordos para tal. Isso porque as redes de cinema exigiam a exclusividade de exibição nas salas antes de ir para outras mídias – a famosa “janela de exibição”. Ou seja: Pra estar no cinema, não pode estar na internet ao mesmo tempo. Só que isso fere o princípio básico de trabalho da Netflix.

Como se resolve isso? Criando seu próprio cinema 😛 . Com uma sala administrada por ela própria, a empresa não precisa quebrar sua filosofia de exibição: Quem quiser ver no cinema, verá; Quem preferir continuar assistindo de casa, o filme já estará disponível, inclusive.

A primeira exibição no Paris Theatre foi de “História de um Casamento”, drama com Scarlett Johanson (“Vingadores”) e Adam Driver (“Star Wars”), que foi elogiado pela crítica. O filme apresenta um casal que se divorcia, mas ainda tenta manter-se unida de alguma forma. Pra quem não vai até NY, já está disponível na plataforma também.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *