It: A Coisa | Adaptação à altura da obra de Stephen King


Adaptações de livros e HQ’s podem ser difíceis. Não faltam exemplos de tentativas que ou pecam pela fata de detalhes ou pelo excesso de explicações, e isso chama mais aos olhos quando vêm de obras a respeito do sobrenatural.

Os livros de Stephen King que foram ao cinema carregam este fardo: Temos obras que extrapolaram o livro e se tornaram bons filmes, como “O Iluminado” (1984) e “Cemitério maldito” (1990), e aqueles que se viraram versões cinematográficas, beirando o brega, como aconteceu este ano com  “A Torre Negra” .

It: A Coisa é um feliz representante do primeiro grupo.

Novo thriller de terror do diretor Andrés Muschietti (“Mama”) e produzido pela New Line Cinema, é baseado em uma das obras mais populares do autor, que tem aterrorizado leitores há várias décadas. A trama começa quando crianças começam a desaparecer misteriosamente na pequena cidade de Derry, no estado de Maine, um grupo de jovens é obrigado a enfrentar seus maiores medos ao desafiar um palhaço maligno chamado Pennywise, que há séculos deixa um rastro de morte e violência.

Veja o trailer aqui

O longa é de longe o melhor filme de terror do ano até o momento. Pennywise (Bill Skarsgard, da saga “Divergente”) está muito assustador e suas aparições causam arrepios até nos mais céticos. Apesar de ser um pouco longo para os padrões do gênero (2 horas e 14 minutos), o filme consegue ser muito dinâmico. O roteiro está bem fiel a essência do livro e foi elaborado pra prender a nossa atenção, e as edições e trilha sonora são muito bem executados deixando a produção com um suspense intenso, de deixar qualquer um preso à ponta da poltrona do cinema.

As crianças são um destaque a parte. Todos estão excelentes, passando toda a tensão e o medo necessários, além de nos fazer rir nos momentos certos. A narrativa toda passada nos anos 80 dá aquela nostalgia de quem viveu a época ou é fã da história contada no livro. Os personagens foram construídos de uma maneira muito fiel à história original. A ambientação do habitat de Pennywise também está incrível, com todos os detalhes colocados perfeitamente.

It: A Coisa faz jus a obra-prima do medo e é uma produção que, apesar ser barata para os padrões hollywoodianos (cerca de US$ 35 milhões), é extremamente rica em detalhes e com uma história arrepiante. Merece ser prestigiado em grande estilo e torcendo para o segundo capítulo estar no mesmo nível que essa primeira parte.

 

Comente!