A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell – Uma incrível adaptação para o cinema 1


Fazer uma nova adaptação de obras já aclamadas pelo grande público não é uma missão fácil, e muitas vezes ficam muito abaixo do esperado… mas com “A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell” os fãs vão se surpreender.

.

Veja o trailer aqui

.

Em um futuro distópico em que a Terra está tomada por tecnologia, onde a mão de obra é trocada por robôs, onde mais de 70% da população almeja fazer upgrades em seus corpos para aperfeiçoar habilidades adquirir conhecimentos, uma das maiores empresas do ramo, a Hanka Robotic acaba salvando a jovem Major Motoko Kusanagi (Scarlett Johansson, de “Mogli” e  “Vingadores”) de um atentado terrorista . Kusanagi é a única sobrevivente do evento, onde perde toda sua família. Ela foi tão modificada que quase todo seu corpo não é mais humano. De seu “eu” original teria sobrado apenas um “fantasma”.

Criada para ser uma arma, Major é levada à Batou e Togusa (Johan Philip Asbæk, de “Lucy” Chin Han – da série “Marco Polo”). Os dois formam a equipe conhecida como seção 9, chefiada por Diasuke Aramaki (Takeshi Kitano – “Zatoichi”). Logo na missão mais recente, a equipe precisa lidar com um hacker extremamente habilidoso que quer destruir a Hanka e todos que estão ligados ao projeto que salvou a vida da major (Michael Pitt, de “Sete Psicopatas e um Shi-Tzu”).

O longa conseguiu incorporar com perfeição a ideia do anime de 1995 e as atuações da Scarlett Johansson e Philip Asbæk são impecáveis! Sem sombra de dúvidas, o filme foi feito para o fã da animação original, com muitos dos momentos memoráveis do anime traduzidos para a telona. Em contrapartida, a percepção da história para o grande público deixa uma lacuna sobre o por quê a protagonista começa a se questionar se é realmente humana. Temos também um momento da trama em que o antagonista é de fato apresentado, e neste momento, a sequência de acontecimentos poderia ser menos acelerada e melhor resolvida, perdendo a chance de explorar mais o questionamento interior da Major .

Com uma ambientação que acertou em cheio, fazendo um misto de realidade futurista e ao mesmo tempo não deixando o visual saturado. “A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell” chega aos cinemas reapresentando o longa/animação original de 1995 de mesmo nome, contando o início da saga de nossa protagonista de uma forma bem fiel e abrindo as portas para o início de uma franquia.

Scarlett Johansson é muito conhecida por seu papel como Viúva Negra nos filmes da Marvel, mas agora temos um longa onde ela tem tudo para ampliar a percepção de quem só a conhece assim e fazer história como a Major de “A Vigilante do Amanhã”.

 

 


Deixe uma resposta

One thought on “A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell – Uma incrível adaptação para o cinema