Biografia de Tupac tem um novo diretor em vista, mas ainda tem problemas


Escolha de produtor de artistas americanos pode ser avanço no longa, mas elaboração ainda tem problemas sérios

 

A biografia do rapper Tupac Shakur (1971 – 1996) está há algum tempo em vias de produção. A mãe do artista, Afeni Shakur, agora é a dona dos direitos de áudio do filho, e foi apontada como produtora do longa, que deve passear sobre a trajetória, carreira e morte trágica.

Tudo parecia ter esfriado, mas o estúdio esponsável pela cinebiografia recolocou em caráter de urgência os planos para o longa. A prova disso é a indicação de um novo diretor para tal: Benny Boom (“Cadê Minha Entrega?”). Depois do sucesso relativo de Straight Outta Companion, os cineastas querem aproveitar o momento, e Boom, conhecido por seus trabalhos com cantores como Nicki Minaj e Lil Wayne, pode ser o nome da vez.

 

O diretor e produtor Benny Boom: Novo nome para biografia de Tupac (Créditos: THR)

O diretor e produtor Benny Boom: Novo nome para biografia de Tupac
(Créditos: THR)

Conturbado como a vida o cantor, o longa metragem foi originalmente pensado para ser dirigido por  Carl Franklin (“Por um Triz”), o filme deveria ter iniciado seu processo criativo ainda em 2015, mas foi adiado e adiado.  John Singleton (“+Velozes +Furiosos”) chegou a ser cogitado para dirigir o longa, mas mal chegou a assumir o posto de fato, saindo por divergências e prometendo um filme dele sobre Tupac. Em Outubro ainda, um desacordo entre os produtores e o ex-diretor Franklin envolveu uma quantia avaliada em 10 milhões de dólares.

 

Comente!